Pesquisar
    

BLOG

Como controlar a umidade em ambientes hospitalares

A umidade é um fator crucial para a saúde e o bem-estar humano, especialmente em ambientes hospitalares, onde a presença de umidade excessiva pode levar à proliferação de mofo, bactérias e outros microrganismos prejudiciais à saúde. Para garantir a segurança e o conforto dos pacientes, bem como a eficácia dos procedimentos médicos, é fundamental controlar a umidade em ambientes hospitalares.  Por isso, preparamos este conteúdo com tudo o que você precisa saber sobre as melhores práticas e soluções para garantir níveis ideais de umidade em hospitais. Continue a leitura! 

Qual a importância do controle de umidade em ambientes hospitalares?

Manter um ambiente hospitalar com níveis adequados de umidade é essencial para garantir o conforto e a saúde dos pacientes. Haja vista, que a presença de umidade excessiva pode levar à proliferação de mofo, bactérias e outros microrganismos prejudiciais à saúde, aumentando o risco de infecções hospitalares. Além disso, o excesso de umidade também pode prejudicar os procedimentos médicos, pois compromete a qualidade do ar e a esterilização de equipamentos e superfícies. Portanto, controlar a umidade em ambientes hospitalares é fundamental para garantir a segurança e o bem-estar dos pacientes, sendo uma medida preventiva importante para evitar a proliferação de bactérias e outros microrganismos, além de garantir um ambiente mais saudável e confortável para todos.

Controle de umidade em ambientes hospitalares: normas regulatórias

Para manter o controle de umidade em ambientes hospitalares se faz necessário cumprir as normas regulatórias que estabelecem limites para a umidade em hospitais, de modo a garantir a qualidade do ar e prevenir a proliferação de microrganismos prejudiciais à saúde. A NBR n°:7256/2005, regulamentada pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), estabelece que a umidade do ar em hospitais deve ser controlada entre 40 e 60% em várias alas como Atendimento Imediato, Internação Geral, Internação Intensiva (UTI), Patologia Clínica – Laboratórios e Centros de Pesquisa, Imagenologia – Exames de Imagem e Ressonância Magnética, Medicina Nuclear, Indução Anestésica, Centro Obstétrico, Hemoterapia e Hematologia, Radioterapia, Nutrição Enteral, Lactário e Farmácia Hospitalar. Para os Centros Cirúrgicos e salas destinadas ao parto cirúrgico, a norma exige que a umidade do ar esteja entre 40 e 55%.  O descumprimento dessas normas pode disseminar contaminantes biológicos pelo ar e até mesmo provocar corrosão nos equipamentos utilizados em exames e instrumentos cirúrgicos. Para isso, é importante que os hospitais estejam sempre atentos ao controle da umidade em suas instalações, garantindo assim um ambiente mais saudável e seguro para os pacientes e profissionais de saúde.

Principais problemas causados pela umidade em ambientes hospitalares 

A umidade em excesso é um problema sério em ambientes hospitalares e pode causar diversos problemas na saúde dos pacientes e profissionais da saúde.  A presença de água no ar favorece a proliferação de microrganismos como bactérias, fungos e ácaros, que podem levar a infecções e complicações para os pacientes.  Além disso, a umidade pode danificar equipamentos médicos, comprometendo a funcionalidade e afetando o tratamento dos pacientes. A formação de mofo e bolor nas paredes, tetos e pisos dos ambientes hospitalares também é uma consequência da umidade excessiva. Esses fungos podem liberar esporos e toxinas no ar, causando alergias, irritação nos olhos e problemas respiratórios nos pacientes, especialmente naqueles mais suscetíveis, como idosos, crianças e pacientes com problemas respiratórios preexistentes. Além dos efeitos negativos na saúde, a umidade excessiva também pode tornar o ar abafado e insalubre, prejudicando a respiração dos pacientes. A falta de circulação de ar pode aumentar a concentração de gases tóxicos, tornando o ambiente ainda mais prejudicial. Por esses motivos, é fundamental que medidas de controle de umidade sejam adotadas em hospitais, garantindo um ambiente seguro e saudável para todos.  Como dito anteriormente, a ABNT criou a NBR nº: 7256/2005, que estabelece requisitos para o tratamento de ar em estabelecimentos assistenciais de saúde, incluindo níveis específicos de temperatura e umidade para cada ala médica.  Ou seja, a prevenção e controle da umidade é essencial para a segurança e saúde dos pacientes e profissionais da saúde em ambientes hospitalares.  

Como fazer o controle da umidade em ambientes hospitalares? 

Como já citado, a umidade em hospitais pode causar danos graves à saúde dos pacientes e funcionários, além de comprometer a funcionalidade dos equipamentos hospitalares.  Sendo assim, é fundamental adotar medidas de prevenção e controle nas alas hospitalares e, para isso, a solução mais eficaz é o uso de desumidificadores industriais, que removem as partículas em suspensão no ar e impedem a proliferação de microrganismos prejudiciais à saúde.  Além disso, eles mantêm a umidade do ar nos níveis recomendados pela norma da ABNT para estabelecimentos de saúde, garantindo a qualidade do ar e evitando problemas respiratórios nos pacientes. Os desumidificadores industriais também contribuem para a preservação dos equipamentos hospitalares, evitando a corrosão e oxidação causadas pela umidade excessiva.  Com isso, é possível garantir o funcionamento adequado desses equipamentos, evitando atrasos no tratamento e reduzindo os riscos à saúde dos pacientes. É importante ressaltar que, além do uso de desumidificadores, a fiscalização correta e frequente das alas hospitalares também é essencial para evitar a formação de microrganismos e a contaminação microbiológica.  Portanto, todas as medidas impostas pelos órgãos de saúde e fiscalização devem ser seguidas para garantir um ambiente seguro e saudável para pacientes e funcionários.  

Benefícios do Desumidificador Industrial Bry-Air

Os desumidificadores industriais são uma solução eficiente para controlar a umidade em diferentes ambientes, incluindo hospitais. Algumas das principais vantagens de utilizar um desumidificador Bry-Air são:
  • Mantém um rigoroso controle de umidade sob os níveis recomendados;
  • Evita a proliferação de microrganismos nocivos em ambientes hospitalares;
  • Remove as partículas em suspensão garantindo um ar mais saudável;
  • Impede a condensação;
  • Protege os equipamentos contra a corrosão;
  • Preserva documentos, arquivos e exames contra a ação da umidade.
Líder mundial em soluções para controle de umidade e desumidificação com presença mundial desde 1964, a Bry-Air conta com uma linha de desumidificadores industriais compactos que atendem a espaços de diferentes metragens, de acordo com o seu ambiente. Clique aqui e comece a conversa com um especialista da Bry-Air para encontrar a melhor solução para sua empresa.

Fale com um especialista:

Nós usamos cookies para personalizar anúncios, melhorar sua experiência no site, desempenho e segurança. Para saber mais acesse nossa Política de Privacidade.