Assistência e suporte técnico →

BLOG

Como otimizar o seu projeto de climatização

Um bom projeto de climatização deve ser elaborado visando a qualidade do ar, o controle de umidade e o conforto térmico

Todo projeto de engenharia e arquitetura de galpões comerciais ou industriais deve considerar um item muito importante e que vai muito além da estética e da funcionalidade, que é a entrada e a circulação de ar no espaço. 

Em muitas construções, não é possível aproveitar ou priorizar a entrada de ventilação natural, e há ainda as situações em que é necessário ter um maior controle da temperatura e da umidade. Em todos esses casos, a solução acaba sendo a instalação de sistemas de ar-condicionado, exaustores e desumidificadores. 

Quem tem experiência com esse tipo de projeto sabe que a instalação desses equipamentos não é simples e precisa respeitar uma série de parâmetros para que a temperatura e a umidade do ar não se tornem problemas que podem trazer riscos e prejuízos ao negócio. 

Por isso, separamos algumas dicas que irão lhe ajudar na hora de elaborar o seu projeto de climatização em estruturas já existentes ou em novas construções. 

 

1- Realizar o dimensionamento do espaço

Quando está se desenvolvendo um projeto, é fundamental antes de tudo identificar para qual finalidade o espaço será utilizado. Por exemplo, um galpão de estoque exigirá condições de temperatura e de umidade diferentes do que a de um frigorífico ou laboratório farmacêutico. 

Além disso, a quantidade de pessoas que circulam no espaço, a área total do local, a quantidade de entradas de ar externo também são fatores que precisam ser dimensionados no projeto para calcular a quantidade de equipamentos e o melhor local para instalação de cada um deles. 

Nesse sentido, o dimensionamento ajudará na otimização do sistema para evitar desperdício de energia e variações indesejadas nas condições da circulação de ar. 

Para verificar se o seu projeto atende a legislação, é recomendado consultar a ABNT NBR 16401, que dispõe sobre as regras e considerações para instalação de equipamentos de ar-condicionado. O documento está dividido em três partes e aborda critérios relacionados ao projeto, parâmetros para conforto térmico e qualidade do ar.

 

2- Projeto de dutos e exaustão de ar

Espaços amplos ou com diversos ambientes podem exigir que sejam instalados dutos para circulação e distribuição do ar. 

Nesse caso, a atenção deve se concentrar no cálculo da velocidade com que o ar refrigerado é emitido do equipamento para observar até onde ele chegará. Isso influenciará no número de equipamentos que deverá ser instalado na edificação. 

O mesmo ocorrerá com os exaustores, que auxiliam na circulação e distribuição do ar por todo o ambiente interno e nos equipamentos de desumidificação.

3- Conforto térmico, qualidade do ar e controle de umidade

O objetivo de um projeto de climatização não é apenas o de instalar equipamentos para que ocorra o resfriamento (ou aquecimento) do ar e sua circulação. Um bom projeto deve ter como meta proporcionar qualidade de vida para quem utiliza aquele espaço diariamente (clientes e colaboradores), garantir a qualidade dos produtos produzidos ou armazenados no local e preservar maquinários e equipamentos em boas condições de uso. 

Ambientes muito frios ou muito abafados causam desconforto térmico em quem está no local, assim como o excesso de umidade pode causar danos aos produtos, equipamentos e até mesmo favorecer o surgimento de fungos no ambiente, o que prejudica a qualidade do ar. É por isso, que um projeto de climatização precisa considerar esses três aspectos e o impacto que causam no dia a dia. 

É indicado avaliar a Resolução nº 09 da Anvisa, de 16 de janeiro de 2003, que dispõe sobre padrões e referências de qualidade do ar para diferentes setores.  

4- Escolha dos equipamentos

Terminada a fase de análise e estudos, é hora de comprar os equipamentos. 

Para fazer uma boa escolha, é fundamental considerar três aspectos: qualidade e eficiência do produto, custo de instalação e manutenção e consumo de energia elétrica.

Para atividades que exigem maior rigor no controle de umidade ou que necessitam de ambientes com níveis baixos de umidade, é indicado instalar, além do equipamento de ar-condicionado e exaustores, um sistema de desumidificação do ar. A Bry-Air produz e comercializa a linha FFB de desumidificadores industriais, com equipamentos específicos para estruturas de pequeno, médio e grande porte e que são essenciais para um projeto de climatização completo e eficiente. 

Para saber mais sobre o produto, acesse o site da Bry-Air Brasil e conheça mais detalhes.

Se você enfrenta problemas com o controle de umidade e precisa mitigar esse risco, conheça a linha de desumidificadores dessecantes da Bry-Air Brasil.

A Bry-Air é líder mundial há mais de 50 anos na produção de equipamentos de desumidificação de ambientes.

Siga a Bry-Air Brasil no Linkedin e Youtube