Assistência e suporte técnico →

BLOG

Você sabe o que é umidade relativa do ar?

Entenda como esse elemento natural interfere em alguns segmentos da nossa economia.

Quando assistimos ao noticiário, é comum informarem durante a previsão do tempo os níveis de umidade relativa do ar de uma determinada região. E a justificativa para isso é que a temperatura e a ocorrência de chuva são os principais elementos que interferem no nível de umidade, juntamente com a vegetação do local, as massas de ar e até mesmo a maritimidade.

Mas afinal, o que é umidade relativa do ar?

Denominamos como umidade o vapor, ou água em estado gasoso, presente no ar. Já o nível de umidade relativa é calculado considerando a quantidade de água existente no ar, chamada de umidade absoluta, em relação à quantidade máxima de água que poderia ter no ar com a mesma temperatura, chamado de ponto de saturação, que representa o limite de água que pode ser absorvido pelo ar em estado gasoso.

Para facilitar a explicação, quando o nível de umidade relativa do ar está 0% significa a ausência de vapor d’água. Quando está 100%, é sinal que atingiu o limite e passa a ocorrer a precipitação d’água em estado líquido.

Em que a umidade relativa do ar interfere?

São inúmeros os fatores que sofrem alteração de acordo com a umidade relativa do ar. Um deles é a saúde das pessoas.

De acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde) o nível adequado de umidade do ar para o corpo humano é de 60%. Abaixo de 30% é considerado crítico, causando desidratação, sangramento nasal e inalação de mais gases poluentes. Porém, quando o nível está acima de 80%, o ambiente fica propício ao surgimento de bactérias nocivas à saúde.

Por causa disso, os negócios também podem ser influenciados pela umidade do ar. Segmentos como agronegócios, logística e até mesmo industriais sofrem com o excesso de umidade, causando prejuízos financeiros.

Quais são os riscos do excesso de umidade para os segmentos da economia?

A umidade em excesso é um elemento principal para o surgimento de mofos, bolores e infiltrações, comprometendo a estrutura física das edificações, funcionamento dos equipamentos e a qualidade dos produtos em si. Veja alguns exemplos:

  • Indústria de alimentos: a umidade em excesso pode interferir no armazenamento de grãos em silos, comprometer a qualidade dos alimentos em câmaras frias de produtos congelados ou resfriados e ainda prejudicar a fabricação de chocolates, para citar apenas alguns exemplos.

Confira alguns artigos em que explicamos mais detalhadamente esses processos na indústria de alimentos.

Benefícios de utilizar um desumidificador de ar

Para controlar a umidade relativa do ar e mantê-la no nível recomendado para cada atividade comercial ou industrial (dados descritos em cada um dos artigos acima), a forma mais indicada é a utilização de um desumidificador de ar por dessecante. Esse equipamento realiza o controle da umidade do ambiente interno retirando o excesso de vapor do ar e eliminando-o para fora.

Os desumidificadores de ar industriais da Bry-Air Brasil foram fabricados pensando exatamente nessas necessidades. Nossos equipamentos ajudam a garantir a qualidade dos produtos e a evitar desperdício e prejuízos ao negócio. Veja outras vantagens oferecidas pelos desumidificadores de ar da Bry-Air Brasil.

  • Prevenção de contaminação, fungos e mofo;
  • Secagem e desumidificação;
  • Prevenção de corrosão;
  • Prevenção de condensação;
  • Melhora na qualidade do ar interno.

Para conhecer mais sobre os produtos Bry-Air Brasil e obter informações sobre o uso do desumidificador de ar em cada segmento da indústria e comércio, confira o nosso blog.